terça-feira

#7

5 comentários:

paulocorreia disse...

Há um verso nessa folha impressa que comove...

Anabela disse...

que verso?

:)

paulocorreia disse...

O verbo ser: de ser inteiro(a)
;-)

paulocorreia disse...

A escrita, como a arte deve ser liberdade. Escrevo para que ao ser lido exerçam essa liberdade suprema.
A arte só faz sentido se despertar nos outros o sonho, a dúvida, a inquietação. Para o resto já temos a televisão.

Anabela disse...

Um ser inteiro tão grande que me ponho a seguir a mim mesma...agora nem sei como deixar de me seguir...
inquietação e televisão; é uma boa rima
:)